Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Duo francês realiza espetáculo no Teatro do Câmpus Goiânia
Início do conteúdo da página
Câmpus Goiânia

Duo francês realiza espetáculo no Teatro do Câmpus Goiânia

Apresentação será no dia 15 de maio, com entrada gratuita. Alunos poderão participar de master class.

  • Criado: Sexta, 12 de Maio de 2017, 16h24
  • Última atualização em Sexta, 09 de Junho de 2017, 14h45
imagem sem descrição.

O espetáculo será realizado no dia 15, a partir das 20 horas, no Teatro do IFG. A entrada é gratuita.

Os percussionistas Sylvie Reynaert e Emmanuel Séjourné, que compõem o Duo Reynaert/ Séjourné da França, estarão no Teatro do IFG – Câmpus Goiânia no próximo dia 15 de maio para apresentação gratuita e exclusiva na capital. O evento, intitulado Encontro com os Mestres, é uma das ações Programa Interinstitucional de Extensão em Percussão, o Pro Perc. O concerto será realizado a partir das 20 horas, com entrada gratuita.

Na apresentação, o duo interpretará obras próprias, além de solo com eletrônica e o Concerto Duplo de Séjourné com grupo de percussão – esta será a primeira audição brasileira da peça. Os músicos dialogam entre diferentes estilos que vão desde o tango à música contemporânea, passando pela improvisação.

A dupla já se apresentou em palcos França, Alemanha, Áustria, Itália, China, Turquia e Coreia, agora trazem concerto inédito para o Brasil. Além da apresentação musical, Reynaert e Séjourné ministrarão master classes aos alunos do IFG – Câmpus Goiânia, que serão realizadas também no dia 15 de maio.

Para o professor e coordenador do Pro Perc, Ronan Gil, contar com a presença dos percussionistas é de extrema relevância. “Estamos realmente recebendo dois expoentes da percussão mundial. Sylvie Reynaert é percussionista premiada em inúmeros concursos internacionais e tem extensa atividade pedagógica e atividade como concertista. Emmanuel Séjourné é um dos mais reconhecidos percussionistas do cenário internacional, além de instrumentista reconhecido e professor fundamental da literatura para o ensino de percussão. Ele é responsável ainda pela organização do currículo de formação musical francesa e de uma série de métodos interessantíssimos para ensino de percussão”, comenta.

 

Carreira

Sylvie Reynaert, depois de concluir seus estudos no Conservatório de Lyon na classe de François Dupin, começou uma carreira como camerista com o duo Pianisticks. Com ele, ganhou prêmio no Concurso Europeu de Música de Câmara da FNAPEC e um prêmio especial no Concurso Internacional de Música de Câmara da UFAM.

A percussionista criou o DuoDam com obras para percussão e acordeon, onde música improvisada se mistura com música escrita. Estreiou obras de Eric Daubresse (IRCAM), Vincent Paulet, Dominique Lemaître, Alexandros Markeas, Emmanuel Séjourné, entre outros. Ela também assina a criação do concerto improvisado com o pintor Mattias Duhamel e espetáculos com o Centro Coreográfico Nacional de Carolyn Carlson, além de ter realizado trabalhos com artistas como Louis Sclavis, Eric Truffaz, Jean-Pierre Como, Renaud Garcia Fons, Adel shams el din, Carlo Rizzo, Ravi Prasad.

Atualmente, dedica-se à formação de novos músicos e atua como professora de percussão no Conservatoire de Strasbourg.

Já Emmanuel Séjourné é professor chefe do Departamento de Percussão no Conservatoire de Strasbourg e da Academia Superior de Música da Université de Strasbourg. Sua obra tem inspiração em grande parte da música clássica ocidental e da cultura popular (jazz, rock e música tradicional não européia) com forte presença rítmica, romântica e enérgica. É autor do Concerto para Vibrafone, Concerto para Múltipla Percussão, dois concertos para marimba e do Concerto Duplo.

Como instrumentista, Séjourné obteve com o saxofonista Philippe Geiss o prêmio da Academia Francesa de Disco pela interpretação e arranjos de Debussy, Ibert e Milhaud e o prêmio de melhor música no Festival de Avignon. Como solista, ele criou mais de cem obras, incluindo concertos, música de câmara e solos.


Coordenação de Comunicação Social do Câmpus Goiânia

Fim do conteúdo da página