Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Filme produzido por professores do IFG entra em cartaz no circuito comercial
Início do conteúdo da página
Cinema

Filme produzido por professores do IFG entra em cartaz no circuito comercial

Taego Ãwa foi produzido com o apoio do Núcleo de Produção Digital do Câmpus Cidade de Goiás 

  • Criado: Quarta, 10 de Maio de 2017, 14h27
  • Última atualização em Sexta, 09 de Junho de 2017, 14h45

 Amanhã, dia 11 de maio, Taego Ãwa estreia em circuito comercial pela Sessão Vitrine Petrobrás que alcança vinte cidades brasileiras, incluindo Goiânia (Cine Cultura). O filme é o primeiro longa-metragem goiano, em duas décadas, a receber um convite curatorial de uma distribuidora, por sua relevância temática e estética. A equipe do filme é composta por três docentes do Bacharelado em Cinema do IFG, Marcela Borela, que junto com seu irmão Henrique, dirige a produção; Carlos Cipriano na câmera adicional; e Guilherme Martins na montagem. O Núcleo de Produção Digital (NPD) forneceu apoio técnico para a realização do filme.

Foi através de cinco fitas VHS com registros dos índios Ãwa, mais conhecidos como Avá-Canoeiros do Araguaia, achadas numa universidade, que Marcela e Henrique deram início ao projeto do filme. A partir daí, encontraram outros materiais e foram em busca daquele povo, investigando a fundo a origem e a trajetória dos Ãwa até aqui, inclusive o passado de enfrentamento com os brancos, o histórico de reclusão, a luta por demarcação de território e pela restituição das terras.
Marcela Borela conta que apesar de terem feito o filme ao longo de 12 anos em busca de imagens de arquivo, a motivação das filmagens só poderia surgir em parceria com os Ãwa. “Nossa primeira intuição foi a de não filmá-los, mas sim mostrar à eles o conjunto de informações e conteúdos que vínhamos juntando sobre suas histórias. Queríamos que o filme partisse do gesto de devolver aos Ãwa aquelas imagens de arquivo que narravam 40 anos de seu desterro e cativeiro, em busca de justiça. Aquelas pessoas tinham sido filmadas demais e fotografadas demais, numa redoma de um discurso de extinção, invisibilidade e animalidade que nos chocava. De certa maneira, carregávamos uma revolta. Descobrimos que eles estavam reivindicando Taego Ãwa, a terra tradicional, depois de 40 anos de silêncio. Foi nessa primeira visita à Ilha em 2011. Ali propusemos o filme, mas eles estavam desconfiados. Estavam sofrendo retaliações por estarem encorajados em voltar à terra.”
O irmão, Henrique Borela, completa: “Seis meses depois da nossa primeira visita, os Ãwa entraram em contato conosco e disseram que eles queriam que o filme fosse feito. Aí nós fomos novamente à Canoanã, na Ilha do Bananal, em 2012, quando tratamos do filme e de como ele seria. Decidimos ali que seria sobre a terra, que se chamaria Taego.”

 Taego Ãwa é uma produção da Barroca e F64 filmes em parceria com a Associação do Povo Ãwa – APÃWA, da Cinemateca Brasileira, do NPD-GO – Núcleo de Produção Digital de Goiás, do Instituto Federal de Goiás – Câmpus Cidade de Goiás, da Ideia Produções e da Balaio Produções, tendo como produtora associada Luana Otto. O filme foi viabilizado através do Edital Longa.doc 2013, Edital de Fomento ao Documentário Brasileiro, da SAv/Minc e recebeu também patrocínio da SPcine – linha 3, para sua distribuição.

Vitrine Petrobrás
É um projeto de distribuição coletiva criado pela Vitrine Filmes, com o intuito de levar ao público um cinema de qualidade, original, que retrata a cultura do país e que se destaca nos principais festivais brasileiros e internacionais. Em 2017, a Sessão Vitrine Petrobrás fica em cartaz permanentemente, com ingressos reduzidos de até R$ 12, um lançamento a cada duas semanas e horários fixos em cinemas de mais de 20 cidades, com sessões diárias ou semanais, dependendo da demanda de cada praça, tornando-se uma agenda cultural para o espectador, fortalecendo o circuito alternativo e investindo na formação de novas plateias.

SERVIÇO:
Exibição do filme Taego Ãwa
Data: a partir desta quinta-feira, 11 de maio
Local: Cine Cultura
Horário: sessões às 20h30, exceto no dia 14 de maio, que haverá uma sessão debate às 19h30.

 

Comunicação Social/Câmpus Cidade de Goiás com informações da assessoria de imprensa do filme

Fim do conteúdo da página