Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > IFG realiza oficinas em comunidades quilombolas
Início do conteúdo da página
Extensão

IFG realiza oficinas em comunidades quilombolas

O lançamento do projeto ocorre no próximo dia 28 de agosto na Comunidade Quilombola do Moinho

  • Criado: Quinta, 19 de Agosto de 2021, 10h38
  • Última atualização em Quarta, 01 de Setembro de 2021, 15h43
imagem sem descrição.

O projeto “Quilombos Sustentáveis” tem como objetivo principal a construção em conjunto com quatro comunidades quilombolas do estado de Goiás cursos de qualificação profissional nas seguintes áreas: alimentos do cerrado, bioconstrução, tecnologias digitais e audiovisual. Estão abertas as pré-inscrições para a comunidade do Moinho, localizada em Alto Paraíso, até o dia 27 de agosto por meio do WhatsApp: (62) 99811-6329 (Renata) ou (62) 9941-5670 (Glessiana). O lançamento do projeto será no dia 28/08 das 09h às 12h, e o primeiro ciclo de oficinas ocorre nessa mesma comunidade no dia 04/09 durante todo o dia.

As oficinas ofertadas são as seguintes: Processamento de frutos do cerrado (25 vagas); Construção civil/pintura (15 vagas); Tecnologias digitais (20 vagas); Audiovisual (5 vagas). O professor Carlos Cipriano e Diogo Souza do IFG – câmpus Cidade de Goiás serão responsáveis, respectivamente, pelas oficinas de Audiovisual e Alimentos do Cerrado.

O professor Diogo explica que a ação de extensão consiste em ofertar oficinas para as comunidades partindo das metodologias de Diagnóstico Participativo compreendendo o cenário local e as alternativas de geração de renda com os recursos do cerrado. “Com a realização do projeto espera-se articular jovens e lideranças dessas comunidades em rede para se pensar a dinâmica do território e a atuação dessas comunidades de forma integrada visando garantir direitos e acesso à políticas públicas”.

A proposta foi construída pelo câmpus Uruaçu e pelo Núcleo de Agroecologia e Agrossistemas (NEPAA) do câmpus Cidade de Goiás em articulação com a Associações das Comunidades Quilombolas: Engenho (Cavalcante), Moinho (Alto Paraíso), Forte (São João da Aliança) e Diadema (Teresina de Goiás), por meio de reuniões realizadas com as lideranças e gestores dos municípios.

O cronograma do projeto ainda prevê ações nas outras comunidades descritas acima que serão atendidas ao longo do mês de setembro

 Acesse aqui mais informações sobre o projeto

 

Comunicação Social/câmpus Cidade de Goiás

Fim do conteúdo da página