Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Câmpus Formosa e Colégio Estadual Maria Angélica estabelecem parceria na promoção da ciência para mulheres
Início do conteúdo da página
Extensão

Câmpus Formosa e Colégio Estadual Maria Angélica estabelecem parceria na promoção da ciência para mulheres

As atividades do projeto Cientistas Formosas se iniciam em agosto, com inauguração prevista para o dia 9, a partir das 14 horas, no Teatro Guaiá.

  • Criado: Quinta, 30 de Maio de 2019, 12h18
  • Última atualização em Sexta, 31 de Maio de 2019, 11h59
Alunos do Colégio Estadual Maria Angélica e servidores conhecem ações que serão desenvolvidas pelo projeto Cientistas Formosas
Alunos do Colégio Estadual Maria Angélica e servidores conhecem ações que serão desenvolvidas pelo projeto Cientistas Formosas

Despertar o interesse de meninas estudantes do Colégio Estadual Maria Angélica de Oliveira (CEMA), da rede estadual pública de ensino, por carreiras científicas, realizando a integração com o Câmpus Formosa do Instituto Federal de Goiás (IFG) é o objetivo maior do projeto de Extensão do IFG, Cientistas Formosas, que renasce este ano com novo fôlego, proporcionado por recurso da Chamada Pública nº31/2018, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Nesta terça, 28, parte da equipe do projeto esteve no CEMA para apresentar as atividades que serão desenvolvidas com a comunidade escolar e para divulgar a seleção de bolsistas de Iniciação Científica Júnior.

O Cientistas Formosas trará membros da comunidade escolar do CEMA para fazer pesquisa no ambiente do Câmpus Formosa e levará alunos e professores do IFG ao colégio para desenvolver atividades de estudo na instituição estadual. Dentre as ações desenvolvidas, serão apresentados trabalhos de mulheres cientistas às alunas, desenvolvidas atividades nos laboratórios do Câmpus, ofertadas aulas de reforço de ciências visando à participação em olimpíadas diversas, realizadas oficinas de construção de lunetas e atividades de observação do céu de Formosa, filmes, palestras, visitas técnicas e participação em eventos científicos da região.

A equipe realizou duas apresentações às turmas do ensino médio, uma às 10 horas e outra às 14 horas explicando as ações e como fazer para se inscrever às três bolsas de Iniciação Científica Júnior, que serão ofertadas em doze parcelas de R$100,00. O processo seletivo consistirá na apresentação de uma redação com as motivações das estudantes para participar do projeto, em entrevistas individuais e na análise do histórico escolar das meninas interessadas. O resultado final está previsto para ser divulgado em 19 de junho.

No início de agosto, a inauguração do projeto contará com uma apresentação musical e uma palestra com a vice-diretora do Instituto de Física da Universidade de Brasília (UnB), professora doutora Vanessa Carvalho de Andrade, que trabalha na área de gravitação e cosmologia e falará sobre a importância da obtenção da fotografia do buraco negro, obtida neste ano.

O projeto é coordenado pelas professoras Adriana Martini Martins e Patrícia de Castilhos e conta com outros participantes: os professores do IFG, Karen Cristina Costa do Nascimento, Haissa de Melo Lima Gunther, Fernanda Melo Duarte, Eliana Carla Rodrigues, Daniel Ordine Vieira Lopes, Thaís Amaral e Sousa e Ariane Bocaletto Frare.

Também participam a professora de Física do Colégio Estadual Maria Angélica (CEMA), que foi contemplada com bolsa de Apoio à Extensão no País (ATP) no valor de R$550,00 mensais por doze meses, Marcia do Amaral Monteiro; o professor de Química do CEMA, Julio César Santa Anna Costa; e a aluna de Engenharia Civil do IFG, que receberá bolsa de Iniciação Científica no valor de R$400,00 mensais durante um ano, Thalía Gabrielle Ferreira de Jesus.

O Cientistas Formosas vai ao encontro do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2019-2023, que diz ser o norte da Extensão “aprofundar as relações sociais com a comunidade por meio das organizações da sociedade civil, bem como em parceria com as instituições, sobretudo públicas”.  Além disso, o projeto também amplia o conhecimento das atividades desenvolvidas no Câmpus Formosa, dos cursos ofertados, de sua estrutura e eficácia pela população participante.

 

Setor de Comunicação Social/Câmpus Formosa

Fim do conteúdo da página