Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Encontro discute políticas de estágio e de acompanhamento de egressos
Início do conteúdo da página
MUNDO DO TRABALHO

Encontro discute políticas de estágio e de acompanhamento de egressos

Criado: Quinta, 08 de Junho de 2017, 17h02 | Última atualização em Quinta, 08 de Junho de 2017, 17h16

Equipes do IFG trataram dos desafios para a integração da educação com o mundo do trabalho

Mesa de abertura do 1º Seminário sobre Mundo do Trabalho

Servidores das Gerências de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão (Gepex), das Coordenações de Estágio dos câmpus do Instituto Federal de Goiás (IFG) e das pró-reitorias de Extensão (Proex) e Ensino (Proen) participam hoje, 8, do 1º Encontro sobre o Mundo o Trabalho, promovido pela Proex e realizado no Câmpus Aparecida de Goiânia. Os participantes discutem os desafios para a integração da educação com o mundo do trabalho e, especialmente, as políticas de estágio e de acompanhamento de egressos do IFG.

O evento foi aberto de manhã, em solenidade que contou com a presença do reitor em exercício, professor Adelino Candido Pimenta, do pró-reitor de Extensão Sandro Di Lima, da pró-reitora de Ensino Adriana Reis e da diretora-geral do Câmpus Anápolis, Ana Lúcia Siqueira. O reitor em exercício ressaltou os avanços obtidos pelo IFG na área da Extensão, em especial na assistência estudantil e no acompanhamento dos egressos.

O pró-reitor de Extensão destacou a importância do debate para que todos tenham clareza do papel da Instituição. “Estamos aqui para dialogar, para debater. Mas é preciso reafirmar a importância do trabalho e da educação, para além da formação de mão de obra”, afirmou.

O encontro de hoje é uma preparação para o Seminário sobre o mundo do trabalho, a ser realizado durante o Simpósio de Pesquisa, Ensino e Extensão (Simpeex), programado para o mês de outubro. Segundo Sandro Di Lima, o objetivo é chegar ao seminário com uma reflexão madura sobre as mudanças em curso no país, em especial a reforma do Ensino Médio. “Não podemos cair no conto dos aligeiramentos formativos”, criticou.

Ele também citou as mudanças ocorridas no próprio IFG, como a abertura de cursos na área da saúde e das artes, para dizer que é preciso construir uma Instituição aberta se se quer refletir sobre o mundo do trabalho e atuar nele. “Temos de refletir sobre as dicotomias banalizadas que colocam como opostos exatas e humanas, formação de mão de obra e formação cidadã”, provocou.

Tarde

Depois da abertura do encontro, ainda de manhã, os participantes puderam conhecer os resultados da pesquisa piloto de acompanhamento de egressos, feita eletronicamente pela Proex. Os dados foram apresentados pelo coordenador de Estágio e Trabalho, da Diretoria de Ações Profissionais e Tecnológicas da Proex, Fabiano Vieira. Na sequencia, houve uma discussão aberta sobre os resultados da pesquisa e possíveis ações do IFG para estreitar os laços com os seus egressos.

À tarde, serão apresentados os principais resultados da avaliação da Resolução 57/2014, que aprovou o Regulamento de Estágio Curricular dos Cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio e do Ensino Superior, e do processo de trabalho relacionado ao estágio do IFG, com discussão sobre o assunto. Como última pauta do dia, os participantes do 1º Encontro sobre o Mundo do trabalho vão discutir a programação do Seminário Caminhos para a aproximação entre educação e o mundo do trabalho, a ser realizado no Simpeex.

 

Diretoria de Comunicação Social/Reitoria.

Fim do conteúdo da página