Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Orçamento

IFG vai receber mais de R$ 7.000.000,00 em emendas parlamentares

Recursos foram destinados a investimentos nos 14 câmpus da Instituição

  • Publicado: Terça, 26 de Março de 2024, 13h08
  • Última atualização em Terça, 16 de Abril de 2024, 11h01
imagem sem descrição.

 

O Instituto Federal de Goiás (IFG) vai receber, por meio de emendas parlamentares oriundas da Bancada Federal e Estadual de Goiás e da Bancada Municipal de Goiânia, recursos da ordem de R$ 7.000.000,00 para investimentos nos 14 câmpus da Instituição e no Polo de Inovação. Uma das emendas, oriunda do senador Vanderlan Cardoso, financiará a construção do Restaurante Estudantil do Câmpus Goiânia.

 

Nesta segunda-feira, 25 de março, a reitora do IFG, professora Oneida Barcelos Irigon, se encontrou com o senador Vanderlan Cardoso, que oficializou a destinação de recursos para o IFG, junto ao Ministério da Educação, na ação de Apoio à Expansão, Reestruturação e Modernização da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. De acordo com o ofício que dispõe sobre a emenda, os recursos destinados pelo parlamentar são voltados aos câmpus Senador Canedo e Goiânia. Para Senador Canedo, foi destinado o valor de R$ 1.000.000,00, para aquisição de máquinas, equipamentos e mobiliários. Para o Câmpus Goiânia, foi destinado o valor de R$ 2.300.000,00, para a construção do restaurante estudantil. Além dos dois câmpus, o senador Vanderlan Cardoso destinou também R$ 451.651,00 para o Câmpus Itumbiara. Esse recurso visa dar continuidade à cobertura da passarela da unidade.

 Diretora-geral do Câmpus Goiânia, Adriana dos Reis; senador Vanderlan Cardoso; reitora do IFG, professora Oneida; e assessora de Relações Institucionais do IFG, Gerley Lopes, no Câmpus Goiânia

 

Falando sobre a emenda voltada à construção do restaurante estudantil, a reitora do IFG, Oneida Irigon, destacou: “o IFG e principalmente o Câmpus Goiânia estão em festa, pois depois de 82 anos a unidade terá um dos equipamentos mais relevantes para a permanência e êxito escolar: agora o Câmpus Goiânia vai ter um restaurante estudantil.”

 

Outras emendas

Além da emenda do senador Vanderlan (Republicanos – PSD), foram destinados outros recursos para o ano de 2024 voltados à expansão, reestruturação e modernização das instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica – no caso, para o IFG, e também recursos para investimento, custeio, projetos, entre outras ações.

 

Até o momento, houve destinação por parte dos seguintes parlamentares: Rubens Otoni (PT), no valor de R$ 1.400.000,00; Adriana Accorsi (PT), no valor de R$ 700.000,00; Mauro Rubem (PT), R$ 400.000,00; e Gugu Nader (Agir), R$ 300.000,00. Na esfera municipal, a vereadora de Goiânia, Kátia Maria (PT), destinou R$ 475.000,00 para fortalecimento de atividades acadêmicas, contribuição para a infraestrutura e promoção de projetos.

 

Registrando o agradecimento aos parlamentares, a reitora destacou a importância das emendas para investimento em construções, aquisições de equipamentos, mobiliários e para os projetos de pesquisa e inovação do IFG: “externamos nosso muito obrigada a todos os parlamentares pelo empenho e pela dedicação que eles têm empreendido para a consolidação das nossas unidades do IFG.”

 

Os recursos serão destinados aos câmpus Uruaçu (R$ 300.000,00), Águas Lindas (100.000,00), Anápolis (300.000,00), Aparecida de Goiânia (R$ 200.000,00), Formosa (R$ 100.000,00), Goiânia (R$ 2.975.000,00), Goiânia Oeste (R$ 250.000,00), Inhumas (R$ 100.000,00), Itumbiara (R$ 851.651,00), Jataí (R$ 100.000,00), Luziânia (R$ 100.000,00), Senador Canedo (R$ 1.400.000,00), Valparaíso de Goiás (R$ 100.000,00) e Cidade de Goiás (R$ 100.000,00) e à unidade do Polo de Inovação (R$150.000,00).

 

De acordo com a Pró-Reitoria de Administração do IFG, a partir dos documentos oficiais relacionados à destinação de emendas, o IFG, junto com as unidades beneficiadas, elaborará os Planos de Trabalhos para serem enviados ao Ministério da Educação (MEC); essa elaboração é uma exigência para que os recursos sejam efetivados. Após essa etapa, a Instituição vai aguardar o recebimento dos valores.

 

 

Diretoria de Comunicação Social/Reitoria.

Fim do conteúdo da página