Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Goiânia > Comunicação
Início do conteúdo da página

Coordenação de Comunicação Social - Câmpus Goiânia

Criado: Quarta, 15 de Fevereiro de 2017, 15h30 | Última atualização em Sexta, 06 de Julho de 2018, 11h11

 1. Alunos e servidores podem sugerir pautas para a comunicação?

Sim. Todos os segmentos da comunidade acadêmica podem sugerir pautas para os setores de comunicação do IFG. No caso do Câmpus Goiânia, as pautas são sugeridas para a Coordenação de Comunicação Social e, caso o assunto seja de abrangência de todo o IFG, as pautas são sugeridas para Dicom - Reitoria. Saiba como sugerir uma pauta. 

 

2. Toda sugestão de pauta é notícia jornalística?

Não. Nem tudo que ocorre na instituição transforma-se em notícia para o site ou para as páginas dos câmpus. Na produção jornalística, os jornalistas valem-se dos valores das notícias. O profissional, que domina a técnica de produção jornalística, assume o papel de selecionador, em que avalia se um determinado fato é notícia ou não. O jornalista está sempre atento aos critérios de noticiabilidade, que é o conjunto de requisitos observados na avaliação de um fato para que se torne uma notícia, ou seja, para que seja relatado ao público e, assim, adquira dimensão pública. O principal critério de noticiabilidade é o interesse público. Saiba mais sobre os critérios técnicos jornalísticos.

 

3. Com quanto tempo de antecedência devo sugerir uma pauta? 

Para a cobertura jornalística, a Coordenação de Comunicação Social trabalha com uma agenda planejada, visando distribuir as pautas para os servidores que serão escalados para as atividades programadas. Portanto, as sugestões de pautas diversas, para eventos ou mesmo solicitações que tratem de editais e aberturas de inscrições – classificadas como factuais – deverão ser enviadas ao setor com antecedência de, pelo menos, dois dias. A CCS não garante a publicação de matérias oriundas de pautas que sejam sugeridas no mesmo dia do fato, mesmo que relevantes.


4. A marca do IFG pode ser alterada?

Não. A marca do IFG precisa ter sua aplicação seguindo o Manual da Marca e não podem ser realizadas alterações não previstas nesse Manual. O resultado final encontra-se na edição 2015 do Manual de Aplicação da Marca Instituto Federal, cujo objetivo é orientar e normatizar a aplicação da Marca IF em projetos gráficos e outras aplicações. Acesse o Manual de Aplicação

 

5. Todos os setores podem ter marca própria?

Não. A marca possui estrutura para que sejam criadas outras assinaturas, apenas com a substituição dos campos “Definição da estrutura” e “Nome da estrutura”, mas isso não é aplicado a todas as estruturas institucionais. Para saber mais, acesse o Manual de Aplicação

 

6. Devo escrever câmpus, campus ou campi?

Considerando-se que a forma aportuguesada "câmpus", grafada com acento circunflexo, tanto para o singular quanto para o plural, é aceita pela Academia Brasileira de Letras, no âmbito do IFG o vocábulo deve permanecer grafado dessa maneira nos documentos e divulgações institucionais, conforme Memorando-Circular nº 010/2015/GAB/IFG.

 

7. Todos os servidores que ocupam funções gratificadas podem ter cartão institucional?
Pela Instrução Normativa nº 09, de 03 de outubro de 2012, da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação, o cartão institucional somente poderá ser custeado com recursos públicos para os ocupantes de cargos de direção (CD).

Fim do conteúdo da página