Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Planejamento Estratégico Institucional (PEI) do IFG é aprovado
Início do conteúdo da página
Gestão

Planejamento Estratégico Institucional (PEI) do IFG é aprovado

Criado: Quinta, 30 de Setembro de 2021, 10h21 | Última atualização em Quinta, 30 de Setembro de 2021, 10h22

Documento foi finalizado após meses de trabalho da Comissão de Elaboração e de grupo formado para concluir alguns capítulos

Documento do PEI será publicado em breve
Documento do PEI será publicado em breve

O Comitê de Governança, Riscos e Controles do Instituto Federal de Goiás (IFG) aprovou, nesta semana, o Planejamento Estratégico Institucional do IFG 2021/2023. O documento surge em virtude da obrigatoriedade estabelecida pela Lei 13.971/2019 e tem seu formato definido pela IN ME nº 24/2020. Desde o ano passado, dezenas de servidores de todas as unidades do IFG, que integram a Comissão de Elaboração do Planejamento Estratégico Institucional, trabalharam para elaborar o documento. O PEI será publicado em breve, após passar por revisão ortográfica e gramatical.

A Comissão foi nomeada pela Portaria 1574/2020 (Reitoria IFG) e, desde a nomeação, realizou reuniões semanais e/ou quinzenais. A Comissão (G2) iniciou os trabalhos, ainda no ano passado, com apoio da empresa GD Consultoria, contratada pelo IFG. O planejamento estratégico é classificado como: “um processo de análise, criação de alternativas e tomada de decisão sobre o que é a organização, o que ela faz, e por que ela faz. Além de alocar recursos, essas decisões servem para alinhar propósitos, programas e projetos, pessoas, estruturas e suporte político, bem como gerar aprendizagem organizacional. O produto do planejamento estratégico é um plano, que documenta os desafios, a missão, a visão, os valores, os objetivos, os indicadores, as metas e as ações necessárias para alcançá-las”. Esses conceitos também estão apresentados no Guia Técnico de Gestão Estratégica do Ministério da Economia

 

Histórico
A nomeação da comissão se deu após a reunião do Colégio de Dirigentes, realizada em 24 de setembro, em que foi decidido que seriam organizadas duas equipes de trabalho.

Conforme definido, estruturou-se o G1 - composto pelos membros do Comitê de Governança, Riscos e Controles (que são os mesmos que compõem o Colégio de Dirigentes, acrescido do Assessor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional e do Diretor Executivo da Reitoria a quem caberia supervisionar o trabalho, aprovar seus relatórios e indicar os membros do G2) e o G2 - composto por membros indicados pelas Pró Reitorias, Diretoria Executiva e Diretorias Gerais de cada câmpus, a quem caberia efetivamente desenvolver os trabalhos de elaboração do PEI em seus 5 capítulos.

Considerando o formato estabelecido pela IN ME nº 24/2020 o PEI-IFG deveria conter 5 capítulos: 1.Cadeia de Valor; 2.Identidade estratégica da instituição (Missão; Visão de futuro; Valores; e Mapa estratégico); 3.Objetivos estratégicos e respectivas metas; 4.Indicadores com seus atributos, fórmulas, periodicidade de medição, linha de base e metas; e 5.Projetos Estratégicos com atributos, principais entregas, prazos e unidade responsável.


PDI
Os documentos de Planejamento Estratégico Institucional (PEI) normalmente são construídos para um período de 4 ou 5 anos, e “buscando um alinhamento com o PDI 2019/2023, o PEI aprovado terá validade de 3 anos. Desta forma, estará alinhado com o PDI, com isto, quando dos debates sobre o PDI, que devem começar em 2023, os documentos deverão ser alinhados, de forma a fazer com que o PDI 2024/2028 seja o próprio PEI/IFG”, esclarece o assessor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Weber Tavares da Silva Junior.

 

Elaboração
Os capítulos 1, 2 e 3 do Planejamento foram concluídos e aprovados pelo G1 em dezembro de 2020. Em março de 2021 a APDI retomou os trabalhos de elaboração do PEI/IFG e solicitou junto ao G2 que fosse constituído, considerando a metodologia aprovada, uma equipe de desenvolvimento (G5) com membros do G1 e do G2 que tivessem disponibilidade para uma imersão na elaboração dos capítulos 4 e 5.
O Grupo foi aprovado em reunião do G2 (Comissão instituída por Portaria) ocorrida em 23 de abril deste ano e, a partir do último mês de maio, iniciou-se um longo ciclo de encontros semanais contando com os seguintes servidores que vieram a compor o G5: Ana Cristina Marçal (Câmpus Senador Canedo/G2); Andreia Prado (Câmpus Uruaçu/G1); Aline Barroso (Câmpus Itumbiara/G1); Danilo Borim(Câmpus Cidade de Goiás/G2); Adriana Reis (Reitoria/G1); Cláudia Beatriz (Reitoria/G2); Lillian Páscoa (Câmpus Aparecida/G2); Adriana Souza Campos (Reitoria/G2); Sirlon Diniz (Câmpus Goiânia/G2); Ivanillian Paislandim (Secretaria), Rodrigo Mendes e Weber Tavares (APDI).

O G5 concluiu a elaboração dos capítulos 4 e 5 em agosto deste ano e submeteu o PEI Completo (Capítulos de 1 a 5) para a aprovação do G2 em 20 de setembro e a homologação junto ao G1 em 28 de setembro.


Conheça o que já foi divulgado:

 

Diretoria de Comunicação Social/Reitoria.

Fim do conteúdo da página