Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Servidor > IFG > Últimas notícias > Arte, apropriação cultural, criação e outros temas são problematizados no 2º dia do XV Festival de Artes de Goiás
Início do conteúdo da página
Extensão

Arte, apropriação cultural, criação e outros temas são problematizados no 2º dia do XV Festival de Artes de Goiás

Evento termina nesta quinta-feira, 20 de maio. Inscrições ainda podem ser feitas pelos interessados

Atividades podem ser conferidas no Canal IFG Comunidade no YouTube
Atividades podem ser conferidas no Canal IFG Comunidade no YouTube

O segundo dia da 15ª edição do Festival de Artes de Goiás, promovido pelo Instituto Federal de Goiás (IFG), deu continuidade ao tema “O Risco” com várias atrações. Entre mesas de debate, oficinas e apresentações artístico-culturais, o evento proporcionou nesta quarta-feira, 19 de maio, esclarecimentos e problematizações importantes sobre assuntos ligados à arte.

A primeira atividade do dia foi uma sessão da Mostra InspirArte + Arrisque-se. Às 9h, foi a vez da realização de uma mesa de debate com o líder indígena e ambientalista Ailton Krenak e a jornalista e professora Rosane da Silva Borges. Foi responsável pela mediação do evento a professora do Câmpus Jataí do IFG, Luciana Bigolin Martini.

 

Arte, apropriação cultural, mercadoria e criação

Ailton Krenak, em sua fala, destacou a necessidade de refletir sobre o que é arte e apropriação cultural. Mencionando o que aconteceu na Ásia e na África, com a arte “levada” aos museus europeus, Ailton ressaltou: “desde muito tempo que essa ideia de apropriação de signos que um determinado objeto pode carregar em si é uma prática muito aceitável”.

Propondo uma reflexão sobre essa prática, Krenak chamou atenção para a arte vista como mera mercadoria e a sociedade ocidental como “devoradora de subjetividades”. Segundo Krenak, “essa sociedade da mercadoria devora, quer consumir subjetividades alheias”. O líder indígena falou também sobre a apropriação cultural vista como algo “moderno” e destacou a necessidade de se refletir sobre essa “apropriação dos signos de uma determinada cultura ser vista como se isso fosse modernidade”. 

Rosane Borges, dialogando com Krenak, em sua fala, apontou o potencial de criação da arte: “a arte não é válvula de escape; ela nos possibilita criar outros horizontes do possível”. Referindo-se a uma perspectiva antecipatória e criadora da arte, Rosane ressaltou a capacidade de construir e “antecipar” mundos e realidades que a arte possui. Trazendo à tona um conceito do filósofo Walter Benjamin sobre a arte e a sua relação com o estranho e o singular, a jornalista e docente observou: “temos a potência de refundar o que é universal. [...] E a gente quer contribuir para a construção da obra do mundo, a partir de nossas estranhezas, a partir da nossa arte e da nossa cultura”.

A mesa, em sua íntegra, pode ser conferida no Canal IFG Comunidade no YouTube: Mesa de debate: Arte – Decolonialidade, Gênero e Ativismo no XV Festival de Artes de Goiás - YouTube

 

Programação

Além da mesa de debate com Krenak e Rosane Borges e da sessão da Mostra InspirArte + Arrisque-se, à tarde, também foram realizadas diversas oficinas com professores da Rede Federal. Na oficina “Audiodrama”, o foco foi a radionovela na área do podcast. Outra oficina realizada focou no Teatro virtual, destacando a atividade teatral dos estudantes com jogos, improvisações e apresentação de cenas.

A oficina “Cuidados com a voz” abordou o conhecimento sobre a voz, a fala e suas diferenças. Outra atividade trouxe uma discussão sobre as improvisações, na dança e na música. A oficina propôs um estudo sobre improvisação em dança explorando as relações entre dança e música, a partir do método didático Estruturas Sonoras de Rolf Gelewski. Por fim, foi realizada também a oficina Técnica Vocal, direcionada a cantores que têm como objetivo adquirir noções básicas de técnicas e estilos de canto popular e erudito.

Esta noite haverá mais uma sessão da Mostra InspirArte + Arrisque-se e, às 21h, será realizada uma apresentação artístico-cultural de dança ao vivo: Dança-teatro “Play – Deseja jogar?” de Diego Gonçalves Cordeiro. As atrações podem ser conferidas no Canal IFG Comunidade no YouTube.    

 

Confira também a programação do último dia do Festival de Artes de Goiás

8h30 – Mostra InspirArte + Arrisque-se (Sessão 4)

9h às 11h – Mesa de debate: Arte – Ensino, Pesquisa e Extensão

  • Pesquisa: Profa. Maria de Lourdes Macena de Souza (IFCE)
  • Ensino: Profa. Luciana Gomes Ribeiro (IFG – Câmpus Aparecida de Goiânia)
  • Extensão: Profa. Cláudia Schreiner (IFRS)
  • Mediadora: Profa. Monica Mitchell de Morais Braga (Reitoria)

11h15 – Plenária: Carta das Artes no IFG (atividade restrita aos professores de artes e estudantes do IFG)

  • Mediador: Prof. Constantino Isidoro Filho (IFG – Câmpus Goiânia Oeste)

 14h às 17h – Mostra do Edital InspirArte e do Edital Arrisque-se (Sessões 5 e 6)

19h às 20h30 – Mostra do Edital InspirArte e do Edital Arrisque-se (Sessão 7)

21h – Apresentação artístico-cultural – Teatro ao vivo

Teatro Carmin do RN – espetáculo: A Frasqueira de Jacy

 

As inscrições para quem desejar certificado podem ser feitas até quinta-feira, 20 de maio, clicando aqui.

 

 

Diretoria de Comunicação Social/ Reitoria.

Comunicados (Servidor)

Fim do conteúdo da página