Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
eleições ifg

Professor Luciano dos Santos é reeleito diretor-geral do Câmpus Inhumas

Criado: Terça, 29 de Junho de 2021, 16h27 | Última atualização em Quinta, 05 de Agosto de 2021, 17h55

Resultado final das eleições foi homologado ontem, 28 de junho, pelo Conselho Superior do IFG

xxxxx
  Professor Luciano dos Santos foi reeleito diretor-geral

O Conselho Superior (Consup) do Instituto Federal de Goiás (IFG) homologou ontem, 28 de junho, o resultado do processo eleitoral para o cargo de reitor e diretor-geral dos 14 câmpus da Instituição. O professor Luciano dos Santos (candidato único) foi reeleito diretor-geral do Câmpus Inhumas. A professora e atual pró-reitora de Ensino do IFG, Oneida Cristina Gomes Barcelos Irigon, foi eleita para o cargo de reitora da Instituição. Ela disputou o segundo turno com a professora do Câmpus Goiânia, Fabiane Costa Oliveira. 

O professor Luciano é bacharel e licenciado em História, mestre em História (Culturas, Fronteiras e Identidades) pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e doutor em Ciências (História Social) pela Universidade de São Paulo (USP). Tem experiência de 21 anos na área de Educação, com atuação em escolas das redes pública e privada de Goiânia e cidades do interior de Goiás. Em 2007, ingressou como professor no IFG-Câmpus Inhumas.

Desafios

No dia 1º de novembro de 2017, o professor foi empossado para sua primeira gestão à frente do câmpus. Para o próximo mandato, que deve começar em outubro, ele destaca que um dos maiores desafios será a reversão da situação orçamentária do Câmpus Inhumas e do IFG. "Sem repasses adequados de recursos para a Rede Federal, nossa atuação no ensino, na pesquisa e na extensão fica seriamente comprometida e cria o risco de termos ações completamente inviabilizadas. Neste cenário, a conclusão e construção de obras importantes para nosso câmpus (auditório, refeitório, ginásio, entre outras), e mesmo a manutenção das instalações existentes, ficaram severamente difíceis de serem realizadas", afirma.  

O professor Luciano destaca que a gestão tem como prioridade continuar a desenvolver ações que se pautem no diálogo, na construção coletiva e que busquem a humanização das relações. "É muito importante consolidar um modelo de gestão-democrático-participativo que consiga efetivamente envolver toda a comunidade acadêmica e que seus resultados deem condições para que os nossos estudantes possam avançar ainda mais em seu processo formativo técnico-científico-humano."

Diálogo

De acordo com o diretor-geral reeleito, também serão priorizadas ações que reflitam na permanência e êxito estudantil, em melhorias nas condições para que o ensino, a pesquisa e a extensão se fortaleçam no sentido de sua integração, assim como na consolidação do ensino médio integrado. "É também uma prioridade dar continuidade ao diálogo com os estudantes e suas representações ao longo dos próximos quatros anos. Há necessidade de ampliar o debate e as ações que resultem no avanço da inclusão, das questões de gênero e étnico-racial em nossa instituição."

Para o diretor, também é preciso continuar a construção de um ambiente saudável, de respeito, convivência social e profissional entre os servidores. "Precisamos ampliar os momentos e condições para a formação continuada, e ter como prioridade a valorização e o reconhecimento das atividades e contribuições dos nossos servidores para o enfrentamento das dificuldades do câmpus", explica.

Obras

Em relação à estrutura física do câmpus, o professor cita outros projetos. "Embora seja um desafio, queremos nestes quatro anos concluir a obra do auditório, melhorar a acessibilidade, ampliar o espaço da biblioteca, realizar melhorias na estrutura dos laboratórios, melhorar a estrutura da quadra poliesportiva, criar espaço de convivência e alimentação para os estudantes e construir o restaurante estudantil, além de realizar reformas nas instalações do câmpus", enumera o diretor.

Outro ponto que continuará com destaque, segundo ele, é a relação com a comunidade externa. "Por meio de ações, projetos e parcerias, desejamos continuar contribuindo com o desenvolvimento social, econômico, científico, tecnológico e educacional de Inhumas e região", destaca o professor Luciano.

 
 
 
 
(Coordenação de Comunicação Social/Câmpus Inhumas)
 
Fim do conteúdo da página