Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Servidor > IFG > Últimas notícias > IFG é selecionado como polo de inovação em edital da Embrapii
Início do conteúdo da página
Credenciamento

IFG é selecionado como polo de inovação em edital da Embrapii

Instituição foi escolhida com proposta na área de tecnologias energéticas industriais, com foco em eficiência energética

imagem sem descrição.

O Instituto Federal de Goiás (IFG) foi selecionado para firmar parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). A proposta do IFG foi aprovada para credenciamento como um polo na área de tecnologias energéticas industriais, na sublinha de atuação de eficiência energética. O resultado final da seleção do Edital 03/2020 que aprovou outras três instituições foi divulgado nesta quinta-feira, 27 de agosto, no site da Embrapii (confira aqui).

Com apoio do Ministério da Educação (MEC), a Embrapii selecionou quatro novos grupos de pesquisa em Institutos Federais que serão credenciados como polos de inovação na rede de Unidades Embrapii. Os novos polos terão disponíveis recursos financeiros para atuar em parceria com a indústria nacional no desenvolvimento soluções e produtos inovadores para o mercado.  

Para o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação do IFG, professor Paulo Francinete, “foi com muita satisfação que nós recebemos o resultado do Edital n. 03/2020 da Embrapii”.  De acordo com o docente, “esse credenciamento vai permitir que o IFG possa desenvolver de forma mais articulada o ensino, a pesquisa e a extensão que hoje são desenvolvidos na Instituição.  Além de trabalhar essas três áreas de uma forma mais estruturada, iremos aprimorar a transferência de tecnologia para a sociedade, para as indústrias e para as empresas”.

O professor Deangelis Damasceno, responsável por presidir a Comissão que cuidou da elaboração da proposta apresentada à seleção da Embrapii, ressaltou que o credenciamento foi uma conquista importante para o IFG: “com esse credenciamento, espera-se que a Instituição aumente o número de parcerias industriais na área de eficiências energéticas, atenda a demanda crescente de empresas que procuram a instituição atrás de soluções inteligentes e inovadoras para o consumo energético mais eficiente, aumente o desenvolvimento e transferência de patentes, além de proporcionar maior fluxo de informações e de tecnologias entre a comunidade acadêmica e o setor empresarial regional e nacional”.

Segundo o diretor de Pesquisa e Inovação do IFG, Thiago Eduardo Alves, a parceria com a Embrapii envolve a assinatura de um contrato entre a empresa e a Instituição para desenvolvimento do Plano de Ação em PD&I para os próximos 3 anos. Essa parceria prevê recursos financeiros da Embrapii e das empresas parceiras e, também, a contrapartida do IFG: “sendo ao todo um investimento de aproximadamente 4 milhões de reais em 3 anos”. De acordo com o professor Thiago, “além das ações em PD&I, a Embrapii também apoiará um importante programa de formação de recursos humanos para formação dos pesquisadores e dos estudantes na área de PD&I, nesse caso podendo chegar à formação de até 50 pesquisadores e futuros pesquisadores”.

 

Credenciamento

O credenciamento do Polo Embrapii do IFG foi um trabalho conduzido pela reitoria do IFG, por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG). Como destaca Deangelis, “a proposta credenciada vem sendo construída há oito meses e foi elaborada em conjunto com vários servidores da instituição, tendo total apoio da reitoria e da PROPPG”.

Para a construção e elaboração do documento, foi publicada a Portaria 2.486/2019 - REITORIA/IFG, de 12 de novembro de 2019, que designou servidores para compor a Comissão responsável pelo estudo e pela elaboração do Plano de Ação e do Programa de Formação de Recursos Humanos em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I). O documento feito foi, posteriormente, submetido à seleção promovida pela Embrapii, regida pelo Edital 03/2020.

Como ressaltou o professor Thiago Eduardo Alves, diretor de Pesquisa e Inovação do IFG, a Comissão constituída realizou diversas reuniões e estudos na área de PD&I em Goiás, relacionados ao perfil dos pesquisadores do IFG, para definição da melhor linha de atuação para o Polo Embrapii IFG. Ao final, foi estruturado um plano de ação na linha de tecnologias energéticas industriais, com a sublinha de eficiência energética.

A elaboração e a submissão da proposta foram conduzidas pela Comissão presidida pelo professor Deangelis Damasceno, com o apoio e a supervisão da Diretoria de Pós-Graduação, chefiada por Daywes Pinheiro Neto, e da Diretoria de Pesquisa e Inovação. A proposta do IFG envolve também a participação dos servidores do Centro de Inovação Tecnológica (Cite) e o trabalho de pesquisadores do Eixo de Pesquisa de Estudo em Materiais e Energias, do Centro de Referência em Pesquisa e Inovação do IFG (CiteLab). Além disso, como destacou o professor Thiago, “estão sendo credenciados três laboratórios para desenvolvimento dos trabalhos: o Laboratório de Energias Renováveis situado no CiteLab; o Laboratório de Fontes Alternativas de Energia; e o Laboratório de Instrumentação Química/Biomassa, ambos sediados no Câmpus Goiânia”.

Para o professor Deangelis Damasceno, “toda a comunidade acadêmica do IFG será beneficiada com o credenciamento, já que proporcionará o desenvolvimento de projetos vinculados com responsabilidade socioambiental, maiores investimentos na Instituição e, consequentemente, no nosso processo de formação, além do aumento de oportunidades profissionais para nossos discentes, resultando, assim, em ganhos sociais e econômicos para toda comunidade”.

 

Pesquisa e Inovação

Este é um momento muito especial para o IFG, pois, ao mesmo tempo em que foi selecionado com uma proposta na área de tecnologias energéticas industriais no Edital lançado pela Embrapii, a Instituição está construindo o seu Centro de Referência em Pesquisa e Inovação (CiteLab), cujo lançamento oficial está previsto para outubro, mês nacional da ciência e tecnologia (saiba mais aqui). Como destacou Paulo Francinete, “é muito gratificante, neste momento de implantação do Centro de Pesquisa, termos também êxito na seleção da Embrapii, sendo credenciados como um polo de inovação”.

Segundo Francinete, “o IFG tem uma expertise no desenvolvimento de trabalhos, pesquisa e tecnologia nessa área de eficiência energética, abordando principalmente a energia solar, a energia eólica, a biomassa. E esse credenciamento está dentro de um projeto institucional maior, que trata da implantação de um Centro de Referência em Pesquisa e Inovação, um espaço no qual serão articulados os grupos de pesquisa a produção de tecnologia com o setor produtivo, com as empresas, com as indústrias, com o setor público, com a sociedade civil organizada, com os movimentos sociais, na busca de soluções de problemas da sociedade”.

 

Sobre a Embrapii

Considerada uma referência no setor de inovação e tecnologia industrial, a Embrapii é uma organização social ligada ao governo federal voltada ao incentivo na área de inovação e tecnologia. A organização social é uma instituição privada sem fins lucrativos, que tem como principal missão contribuir para o desenvolvimento da inovação e da competitividade da indústria brasileira com o atendimento às demandas de inovação do setor produtivo.

 

Acesse o resultado final da seleção da Embrapii.

 

 

 

Diretoria de Comunicação Social/ Reitoria.

Notícias (Servidor)

Fim do conteúdo da página