Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Reditec

Gestores do Instituto Federal de Goiás participam da 42ª Reditec

10 anos de funcionamento dos institutos federais de educação é destaque na abertura

  • Criado: Quarta, 12 de Setembro de 2018, 07h33
  • Última atualização em Terça, 25 de Setembro de 2018, 17h00
Gestores do Instituto Federal de Goiás e de outros IFs participam da 42ª Reditec
Gestores do Instituto Federal de Goiás e de outros IFs participam da 42ª Reditec

Desde o início da semana, gestores do Instituto Federal de Goiás (IFG) participam da 42ª Reunião Anual dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec), aberta oficialmente com uma solenidade que marcou as celebrações dos 10 anos de funcionamento dos institutos federais de educação.

O reitor do IFG, professor Jerônimo Rodrigues da Silva, pró-reitores, diretores-gerais, além de professores e alunos que tiveram projetos selecionados para apresentação no evento, acompanham a programação da Reditec que acontece em Búzios (RJ) e que tem o Instituto Federal Fluminense (IFF) como instituição-sede. Na abertura, realizada no último dia 10 de setembro, o reitor do IFF, Jefferson Manhães de Azevedo, que desejou as boas-vindas a todos e destacou a importância da Reditec, como um momento de pensar e repensar o fazer educativo, com seus desafios e perspectivas.
O potencial transformador da Rede também foi destaque, evidenciando a revolução que a nova institucionalidade proporcionou à sociedade, por meio de sua expansão por todo o país, com o impulso das ações de ensino, pesquisa, extensão, inclusão, inovação e internacionalização.
Durante o evento, ex-gestores foram condecorados pelo Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) com a outorga da Medalha de Mérito pelo destaque na prestação de serviços à Rede Federal.

No segundo dia da Reditec, os gestores da Setec apresentaram ações estratégicas e políticas do Ministério da Educação. Gustavo Moraes, Paulo Leão e Romero Raposo Filho, respectivamente assessor especial, diretor de desenvolvimento e secretário da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC), falaram sobre as atividades desenvolvidas nos últimos dois anos.

 

Apresentação
Baseada em tópicos, a exposição das ações da Secretaria foi iniciada por Romero Filho, que coordenou os trabalhos de apresentação. Utilizando dados estatísticos, o secretário trouxe os atuais números da Rede Federal: 659 câmpus, 73.972 servidores, entre professores e técnicos administrativos em educação. Ao falar sobre as prioridades de sua gestão, o destaque dado pelo gestor foi a execução de obras em andamento: “temos 249 obras em execução, as quais fizemos um investimento de R$ 40 milhões para viabilizar sua entrega em condições plenas de uso. Há, ainda, 329 projetos em andamento, para que seja dado seguimento após a conclusão das outras obras”, disse.
Ao assumir o papel de fala, Gustavo Leão apontou os desafios para a Plataforma Nilo Peçanha, que destaca como maior avanço entre as ações que desempenharam para consolidar a Rede: “manter e dar significado a ela, como resultado prático de sua construção enquanto instrumento de e para a Rede”.

 

Tópicos

Na sequência da apresentação, os três participantes da mesa se alternaram em suas falas, sempre em tópicos, tratando de temas como o Energif, Programa de Desenvolvimento de Eficiência Energética, e as Células de Empreendedorismo, projeto-piloto com atividade em seis campi de institutos de estados como Goiás, Paraíba e Rondônia, que buscam aproximar estudantes e o mundo do trabalho. Ainda na pauta: as ações de capacitação, reforma do Ensino Médio, controle de gastos, o Sistema de Modelagem Virtual de Obras (BIM), realizado em parceria com o Instituto do Rio Grande do Norte, e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

 

Plataforma Nilo Peçanha
Destaque na apresentação, a Plataforma Nilo Peçanha (PNP) é o ambiente virtual de coleta, validação e divulgação das estatísticas oficiais da Rede Federal. Segundo Gustavo, coordenador e um dos idealizadores da iniciativa, o intuito é “reunir dados da Rede, subsidiando a avaliação dos processos educacionais, promovendo a qualidade educacional e tornando a gestão dos programas e das políticas públicas em educação profissional e tecnológica mais eficaz”. A plataforma vai reunir dados sobre o corpo docente, estudantes, quadro técnico-administrativo e de gastos financeiros de todas as unidades da Rede Federal. A Plataforma chega a sua segunda versão: a PNP 2.0 traz novos filtros, ajustes e funcionalidades. O “censo da Rede”, que está disponível a todos, e foi validado por seis mil servidores que se cadastraram voluntariamente, traz dados e indicadores estatísticos de 2017. “Nossa maior expectativa é ver a consolidação dessa ferramenta nos próximos anos. Ainda neste mês de setembro começaremos os trabalhos, via Revalide (Rede de Coleta, Validação e Disseminação das Estatísticas), para a coleta de dados de 2018”, finalizou Gustavo.

 

Confira o álbum de fotos do Facebook.

Textos e foto: Equipe de comunicação da Reditec

Fim do conteúdo da página